Sojicultores do Brasil já podem identificar seus níveis de digitalização por meio de plataforma gratuita

Projeto Aquarius lançou o primeiro Índice de Digitalização do Agro 4.0 na última terça-feira

Na noite de terça, 15 de junho, o Projeto Aquarius junto a seus parceiros (Stara, Cotrijal, Drakkar e OWS) e com o apoio da Associação Brasileira de Agricultura de Precisão (AsBraAP) e da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii) realizou o lançamento do primeiro índice de digitalização do Agro 4.0, o Índice de Digitalização e Tecnologia – IDT, uma plataforma gratuita fruto do projeto premiado pela ABDI (Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial), onde produtores de soja realizam um teste rápido e ao final recebem sua pontuação comparada com a média nacional, estadual e da região em que se encontram. Além disso, os produtores recebem uma bússola de orientações para direcionar e facilitar as tomadas de decisões referentes a adoção de tecnologias e ingresso no processo de transformação digital de suas fazendas. 

O evento online foi mediado pelo presidente da AsBraAP Marcos Ferraz, e contou com a participação do coordenador do Projeto Aquarius Professor Dr. Telmo Amado e do CEO da Drakkar e coordenador do IDT junto a ABDI, Dr. Alan Acosta. Além disso, o evento trouxe palestras do pesquisador da Embrapa e membro da Câmara Agro 4.0 Édson Bolfe, e da jornalista e doutoranda da área de inovação, tecnologia e sustentabilidade Joana Colussi.

Abrindo o evento, Marcos Ferraz convidou o Professor Telmo Amado para trazer um histórico sobre os 21 anos do Projeto Aquarius, os avanços e os novos objetivos, apresentando ainda o novo site do Projeto, lançado no dia 04 de junho. Um portal muito mais moderno e interativo, que conta com um repositório de estudos relacionados às principais áreas de pesquisa e atuação do Projeto Aquarius, como a saúde do solo, condutividade elétrica e agricultura regenerativa. 

Posteriormente, o Dr. Alan Acosta realizou o lançamento oficial do IDT, apresentando a funcionalidade e os benefícios da plataforma, bem como as orientações que o(a) produtor(a) pode receber a fim de auxiliar na melhoria da sua propriedade, como a bússola de digitalização, que apresenta o nível de conhecimento do(a) produtor(a) em diversos quesitos, como a conectividade. “O IDT está resolvendo alguns dos gargalos que a gente tem para uma maior adoção da agricultura de precisão digital no Brasil, principalmente no conhecimento das possibilidades, das oportunidades e onde melhorar”, comentou Marcos sobre a idealização da plataforma.

Após o lançamento, o palestrante Édson Bolfe trouxe à discussão a digitalização da agricultura brasileira, apresentando os desafios e oportunidades baseados em estudo realizado pela Embrapa no ano de 2020.

A segunda palestra da tarde ficou por conta da jornalista Joana Colussi, que abordou o tema de sua pesquisa: “A influência da comunicação na adoção de tecnologias digitais na agricultura”, uma parceria entre a Universidade Federal do Rio Grande do Sul e a Universidade de Illinois nos Estados Unidos. O estudo tem como desafio indicar quais os canais de comunicação mais eficientes para adoção de novas tecnologias no campo e é dividido em duas fases, trazendo uma visão do Brasil e outra dos Estados Unidos, uma pesquisa que converge diretamente com o Índice de Digitalização e Tecnologia. “Certamente esse projeto vai trazer muitos resultados importantes e vai fomentar muitas outras pesquisas no Brasil e no mundo também”, considerou Joana.

O evento, que foi retransmitido pelo Canal Notícias Agrícolas, está disponível no canal Projeto Aquarius UFSM no YouTube, confira: https://www.youtube.com/watch?v=ReH24HpOJ3E

Aproveite também e descubra agora mesmo o seu IDT: https://idt.projetoaquarius.agr.br/

COMPARTILHE EM SUAS REDES SOCIAIS

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on reddit
Reddit

Posts Relacionados

×